Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Do Sofá ao Ultra

Olá o meu nome é Hugo Sousa, e o meu objectivo é um dia fazer um Ultra Trail de 100km, aqui farei crónicas das provas em que participo, treinos e alimentação. Aqui podes acompanhar esta aventura.

Olá o meu nome é Hugo Sousa, e o meu objectivo é um dia fazer um Ultra Trail de 100km, aqui farei crónicas das provas em que participo, treinos e alimentação. Aqui podes acompanhar esta aventura.

01.Abr.18

JUNTA-TE A SEITA E ANDA TREINAR A FREITA 2018

29749396_1773566789373522_3907651897239983716_o.jp

 Olá a todos,  neste Domingo de Páscoa trago-vos um novo post, para vos contar a minha experiência num treino que não estava programado!

Como é conhecimento de alguns, a malta do ArcoRun juntou-se novamente para fazer um treino de trail solidário na freita, com o objetivo de angariar dinheiro para ajudar na reflorestação da Serra da Freita e também com o objetivo de chamar a atenção de todos para a conservação da natureza.

Como disse a cima este treino não estava programado, pois eu tive conhecimento do evento já na fase que as inscrições estavam encerradas, na altura fiquei triste pois tinha imenso gosto em participar neste treino.

Qual não é o meu espanto, na quinta-feira de manhã recebo uma mensagem do Paulo a perguntar-me se eu não queria ir, pois o colega de treino dele estava magoado no pescoço e não poderia ir, feliz da vida aceitei logo o convite, após várias indecisões lá nos decidimos que iríamos na distância mais longa os 20KM, pois achei que seria a melhor opção para mim dado que tenho de começar a aumentar os KM no meu treino pois já faltam menos de 3 meses para a grande prova.

Lá me levantei cedo na Sexta-feira para me juntar a Seita na Freita para começar o treino, o percurso do treino seria muito parecido com aquele que fiz quando fui ao PR15 - Viagem a Pré-História, apenas com duas alterações, uma na parte inicial do percurso, onde subiríamos ao São Pedro Velho o ponto mais alto da Serra da Freita, onde seguiríamos os trilhos técnicos do PR16, até Albergaria da Serra, onde entramos novamente nos lindíssimos trilhos do PR15 já meus velhos conhecidos. A segunda alteração seria na parte final em que iríamos percorrer os trilhos do PR7 - Nas Escarpas da Mizarela aqui sim, aqui fiquei sem o folêgo as paisagens são mesmo de cortar a respiração e os trilhos são mesmo muito técnicos.

No arranque fomos brindados com um belo nevão que parou pouco depois do arranque, a primeira parte do percurso foi muito bem gerida pois começamos logo a subir bastante nos primeiros 2KM e não queria comprometer o resto do treino.

Chegados ao ponto mais alto chegou a altura de descer, eu e o Paulo seguimos sempre ao mesmo ritmo, um ritmo sempre muito bem gerido, seguimos pelos trilhos do que nos levariam a aldeia da Castanheira onde chegamos com aproximadamente 1H20, e 11,5 KM feitos,onde paramos para um abastecimento intermédio! (que marmelada boa 😍) depois de retomar a corrida aqui começaria a parte interessante do treino, pois aqui teria a famosa subida que mais uma vez me obrigou a subir com as mãos nos joelhos 🤣. Descemos até á aldeia de Cabaços onde fomos brindados com um verdadeiro nevão (LINDO😍)  de seguida iríamos entrar nos trilhos mais bonitos que alguma vez percorri o PR7 (só visto, contado ninguém acredita), a parte inicial até era bastante corrível fintamos algumas pedras e penedos, sempre a bom ritmo, até que chega a verdadeira descida, aquela descida que eu pensava que seria feita a correr enganou-me, foi em "trilhos" com 50cm de largura em cima de pedras todas molhadas e escorregadias, com escarpas com mais de 50 metros ao nosso lado direito, durante os 2KM de descida não corri uma única vez, sempre a passo agarrado a correntes presas nas escarpas e com uma enorme atenção e concentração para que nada falha-se, só pedia para chegar ao fim do trilho!

Chegados ao fim do trilho, já na aldeia da Ribeira bem no fundo junto ao rio começava a subida que nos iria levar de frente para a majestosa Frecha da Mizarela! Não era uma subida mas sim uma escalada, o trilho que nos levaria de volta a estrada tinha percentagens de desnivel incríveis, chegando a cerca de 47% em alguns locais! Como tínhamos gerido muito bem na primeira parte do treino aqui subimos sem grandes problemas, embora os KM já pesavam nas pernas, pois quando começamos esta subida já tinhamos 18KM nas pernas. Chegados a estrada fomos brindados por granizo bastante forte a bater na cabeça e nas pernas, mas apenas faltava um 1KM para estarmos de volta ao parque de campismo do Merujal, onde tinha sido o ponto inicial! Chegamos 3H30 depois de arrancar, pois os últimos 4KM devido a tecnicidade dos trilhos demoraram 1H15 a ser percorridos!

Em suma foi um treino fantástico com pessoal ainda melhor!

Um Abraço ao Paulo pelo convite e pela companhia!

Um Abraço a malta do ArcoRun e a todos as pessoas que se associaram, um bem haja pela fantástica iniciativa, podem contar comigo em 2019!

 

PS: Dentro de dias mais novidades!

Não se esqueçam de me seguir no Instagram e no Facebook

https://www.facebook.com/dosofaaoultra

https://www.instagram.com/dosofaaoultra